Médico explica sobre a recuperação da abdominoplastia

fevereiro 23, 2024
Abdominoplasty Recovery

A cirurgia de abdominoplastia é apenas metade da batalha, o desafio ainda continua por alguns meses durante o período de reabilitação após a abdominoplastia

É por isso que convidamos uma cirurgiã especializada em abdominoplastia, a Dra. Christina Brunner, para explicar todas as nuances de como é a recuperação da abdominoplastia.

Neste artigo, daremos uma olhada passo a passo em todos os estágios da recuperação após a cirurgia, desde os cuidados hospitalares até a recuperação total, que tipo de restrições pós-operatórias você deve esperar, quanto tempo leva a reabilitação e até mesmo problemas inesperados após a abdominoplastia.

Dias de pós-operatório da primeira abdominoplastia

Conforme a experiência da Dra. Brunner, “a abdominoplastia é um procedimento fácil, um pouco doloroso para o paciente nos primeiros um ou dois dias de pós-operatório, mas depois se transforma em uma rotina suportável”.

O paciente deve passar os dois primeiros dias após a cirurgia no hospital, deitado o mais imóvel possível na posição semi-sentada (semelhante à posição da cadeira de praia). Os médicos usam um cateter urinário para remover resíduos corporais e drenos cirúrgicos para remover o excesso de fluido e sangue que se acumulam ao redor do local da cirurgia.

Após o segundo dia, os drenos e o cateter são removidos e o paciente pode se levantar. Mas o importante é andar o mínimo possível e em uma posição levemente curvada, e dormir com a parte superior do corpo para cima. Esse estado deve durar cinco dias e, depois disso, o paciente pode se movimentar normalmente e fazer o check-out do hospital.

As suturas atuais são feitas de materiais que se dissolvem naturalmente e levam de 6 semanas a 6 meses para tal. Quanto aos pontos, eles são removidos em duas semanas.

Uso de uma roupa de compressão

Como é necessário minimizar a atividade física nas primeiras semanas após a cirurgia, os pacientes são auxiliados por uma cinta de compressão. Essa ferramenta é usada para aplicar uma pressão suave e constante no abdômen [2]. Ela ajuda com:

  • Redução do inchaço e dos hematomas da abdominoplastia.
  • Melhora o conforto e o controle da dor.
  • Apoia os músculos abdominais e os tecidos da pele.
  • Melhora a aparência da cicatriz e do contorno corporal.

Conforme mencionado pela Dra. Brunner, “uma roupa de compressão é usada por seis a oito semanas para obter a melhor forma possível”. Esse item também requer cuidados para um uso mais confortável, portanto, é melhor adquirir duas roupas idênticas para alternar entre elas e lavá-las na hora certa. 

Não se esqueça de fazer pequenas pausas no uso (cerca de 30 minutos a cada 4–6 horas de uso) para permitir que sua pele respire e evitar irritações.

🩹
Aqui, preparamos um breve infográfico sobre o processo da recuperação da abdominoplastia dia a dia.

Cuidados com a cicatriz durante a recuperação da abdominoplastia

Taking Care of the Scar During Abdominoplasty Recovery

Fonte: freepik.com

É importante gerenciar as expectativas com relação à aparência da cicatriz após o pós-operatório da abdominoplastia. Normalmente, os resultados preliminares são perceptíveis após seis meses; entretanto, a Dra. Brunner observou que “a recuperação completa leva até um ano, e a cicatriz se torna menos perceptível. Depois de dois anos, as cicatrizes quase desaparecem e ficam da cor da sua pele.”

Cicatrizes altas e cicatrizes verticais podem afetar a autoestima do paciente. Esse aspecto deve ser discutido antes da cirurgia, principalmente se o abdômen for apertado. Nesses casos, pode fazer mais sentido optar por uma cicatriz vertical menor no meio do abdômen, onde está localizado o umbigo.

Tratamento do inchaço da abdominoplastia

Durante o procedimento, os vasos linfáticos podem ser afetados ou temporariamente rompidos, levando a uma interrupção da circulação linfática. Essa interrupção pode resultar em inchaço pós-operatório, um efeito colateral comum durante o período de recuperação.

O inchaço e as orelhas de cachorro são uma ocorrência comum durante a fase de recuperação após a abdominoplastia. Não há necessidade de se preocupar se você notar inchaço — é uma parte natural do processo de recuperação. Normalmente, o inchaço se torna perceptível nos primeiros 1–2 dias, atinge seu pico e, em seguida, diminui gradualmente nas semanas seguintes.

Dependendo do quanto tempo a pele cola depois da abdominoplastia, a cicatrização e o inchaço geralmente levam ao chamado efeito de textura de casca de laranja. A caminhada e a adição gradual de atividade física ao longo do tempo restauram a elasticidade da pele, mas você também pode recorrer à drenagem linfática para ajudar no processo de cicatrização [3].

Isso é raro em meus pacientes, mas às vezes uma camada de gordura pode se formar ao redor da cicatriz, geralmente na parte superior. Isso é bastante normal e deve desaparecer por si só com o tempo. Entretanto, se os depósitos de gordura permanecerem após seis meses, um pequeno procedimento de lipoaspiração pode ajudar a contornar a área.

— Dra. Christina Brunner

Massagem nas cicatrizes da abdominoplastia

A massagem na cicatriz pode ser benéfica nos estágios posteriores do processo de recuperação. Isso ajuda a soltar o tecido e a promover maior flexibilidade. O segredo é começar com uma pressão muito leve e progredir gradualmente com o tempo. “Ao massagear, você deve se concentrar em movimentos delicados e circulares,” disse a Dra. Christina Brunner.

A aplicação de um hidratante sem perfume antes da massagem pode ajudar a reduzir o atrito. Seja consistente e procure fazer uma massagem de 5 a 10 minutos, 2 a 3 vezes por dia. Lembre-se de que a massagem não é recomendada durante as primeiras semanas após a cirurgia.

Restrições na recuperação da abdominoplastia

Abdominoplasty Recovery Restrictions

Fonte: katemangostar

Posições para dormir

Anteriormente, descrevemos as posições recomendadas para dormir durante os primeiros dias de recuperação no hospital. Quanto ao atendimento domiciliar, há alguma restrição especial?

A resposta é não, não há. Há apenas certas condições que devem ser observadas durante as duas primeiras semanas. É melhor manter uma posição semi-sentada para dormir por uma semana após a abdominoplastia. Como a Dra. Brunner menciona, “Colocar dois travesseiros sob a parte superior do corpo deve ser suficiente, e os pacientes também podem usar um travesseiro sob os joelhos”. 

Não é recomendado dormir de lado após a abdominoplastia nos primeiros dois ou três dias em casa; é melhor tentar manter uma postura reta e não se esticar. Depois, você pode se virar de lado gradualmente. E, é claro, não dormir de barriga para baixo por pelo menos 6 a 8 semanas.

Restrições na dieta

Após a cirurgia de abdominoplastia, no primeiro dia não se deve ingerir alimentos sólidos para evitar problemas no estômago, como a atonia do cólon. Os alimentos sólidos são retidos devido à natureza delicada da aplicação da fáscia e, para evitar complicações como vômitos, os pacientes recebem uma infusão para nutrição.

As coisas começam a melhorar já no segundo dia. Os pacientes podem comer coisas mais leves, como sopas, que são suaves para o estômago. No segundo dia, os pacientes podem voltar aos seus hábitos alimentares normais.

No entanto, recomendamos que você siga algumas dicas:

  • Beba bastante água para se manter hidratado e promover a circulação.
  • Limite os alimentos processados, bebidas açucaradas e gorduras não saudáveis para evitar inflamações.
  • Reduza o sal, pois ele pode contribuir para o inchaço.

Restrições de exercícios

Exercise Restrictions

Fonte: Yan Krukau

O mais importante na reabilitação da abdominoplastia é ter cuidado com qualquer atividade física, considerando a quantidade de tempo sentado após a cirurgia. Portanto, durante a recuperação, é melhor evitar levantar peso, dobrar-se e alongar-se para garantir que os músculos não fiquem tensos e a cicatriz não se rompa.

Esse é o ponto mais importante: durante as duas primeiras semanas de recuperação, o paciente deve tratar a situação de forma semelhante a uma gripe, ou seja, deve se deitar e descansar o máximo possível. Após duas semanas de repouso, você pode gradualmente passar a fazer caminhadas. E, após seis a oito semanas, pode começar ou voltar a praticar seus esportes favoritos de todos os tipos.

As caminhadas são as melhores!

A segunda semana permite caminhadas leves ao ar livre. Mas, mesmo nesse caso, é importante não se esforçar demais.

A Dra. Brunner aconselha: “A melhor maneira de iniciar as atividades físicas é fazer caminhadas de 20 minutos e depois aumentar lentamente o tempo para meia hora e uma hora, respectivamente.” Caminhar é bom para a recuperação geral, principalmente se você usar uma roupa. Mas se você sentir algum desconforto ou dor, é um sinal para ir com calma. Escute seu corpo e não se esforce demais para garantir uma boa recuperação.

Evitando maus hábitos

Como a nicotina inibe o processo de cicatrização e pode causar complicações após a cirurgia plástica, recomenda-se parar de fumar e beber uma semana antes da cirurgia. Além disso, é altamente recomendável que os pacientes evitem fumar e consumir álcool de qualquer forma [4]. 

Embora seja melhor não fumar nem beber nada por três meses, se for necessário, tente manter um máximo de três cigarros por dia após duas semanas de pós-operatório. Na experiência de abdominoplastia da Dra. Brunner, houve casos de pessoas que fumaram muito sem ouvir essa recomendação, o que levou a problemas sérios com a cicatrização adequada das feridas.

Evite a sauna

Como a cirurgia abdominal cria uma grande área de ferida, cerca de 1 cm², é essencial evitar a exposição da ferida ao calor e ao suor nos primeiros três meses. Isso inclui não apenas evitar a luz solar direta, mas também procedimentos de sauna.

Quanto à luz solar, ela pode afetar a formação da cicatriz; na melhor das hipóteses, haverá apenas uma diferença perceptível no tom da pele, o que afetará a visibilidade da cicatriz. É melhor manter as cicatrizes, principalmente ao redor do umbigo, cobertas ou protegidas com protetor solar de pelo menos 50 FPS.

Complicações na recuperação da abdominoplastia

Abdominoplasty Recovery Complications

Fonte: freepik.com

Na prática, os efeitos colaterais após uma abdominoplastia são raros. Inchaço e hematomas não podem ser atribuídos a essa categoria, pois são completamente naturais e desaparecem com o tempo. Os riscos e complicações mais comuns da abdominoplastia são sangramento e infecções.

Para evitar possíveis complicações durante a recuperação, os pacientes devem receber uma prescrição completa detalhando as expectativas e diretrizes pós-cirúrgicas durante a consulta, antes de saírem do hospital. Como menciona a Dra. Brunner:

Reitero instruções e expectativas específicas durante uma consulta, seja online ou pessoalmente. Meus pacientes recebem um conjunto de instruções por escrito para referência. Também compartilho meus contatos para incentivá-los a entrar em contato a qualquer momento, dia ou noite, por meio de ligações ou mensagens.

— Dra. Christina Brunner

Com frequência, as complicações incluem dormência dos tecidos na área da cirurgia e perda da sensibilidade da pele no abdômen. Abundância de tecido e redução de fibras podem causar hematomas e seromas. Entretanto, as piores complicações incluem necrose e gangrena [5]. A gangrena refere-se à morte do tecido causada pela falta de circulação sanguínea, podendo também ser causada por desidratação e tabagismo.

Check-ups pós-operatórios de abdominoplastia

Após a abdominoplastia, é importante consultar o médico regularmente para monitorar seu progresso, abordar quaisquer preocupações e se certificar de que a cicatrização foi adequada. As consultas de acompanhamento durante o tempo de recuperação da abdominoplastia incluem essas etapas:

  • Após 10 a 14 dias: como mencionamos anteriormente, é nesse momento que os médicos dão uma olhada nas suturas e na aparência da cicatriz.
  • Após 4 a 6 semanas: esse check-up se concentra na avaliação do progresso geral da cicatrização, incluindo a formação de cicatrizes, inchaço e possíveis complicações.
  • Após 6 meses: essa visita oferece uma visão mais ampla do resultado, avaliando a aparência da cicatriz, a função muscular e quaisquer preocupações remanescentes.

2 coisas que a maioria das pessoas não espera durante a recuperação da abdominoplastia

2 Things Most People Don’t Expect During Abdominoplasty Recovery

Fonte: Markus Spiske

Coceira na cicatriz

Você precisa estar mentalmente preparado para isso, principalmente no início da reabilitação. A irritação da cicatriz pode ser causada tanto pela regeneração natural das células quanto por irritantes externos, incluindo o ressecamento excessivo da pele e a presença de excesso de partículas de pele.

Para tratar a coceira na cicatriz, sugiro que meus pacientes comecem a usar o creme aproximadamente duas semanas após a remoção dos pontos. Incentivamos o tratamento da cicatriz quando ela estiver livre de crostas e estiver lisa e limpa. Os pacientes podem experimentar géis de silicone com a massagem, que se mostraram altamente eficazes.

— Dra. Christina Brunner

Como alternativa, alguns pacientes preferem usar óleos corporais ou óleos para cicatrizes para essa finalidade. O segredo é incorporar a massagem cicatricial à rotina e aplicar o produto escolhido em uma faixa fina após a massagem, proporcionando uma abordagem valiosa para obter cicatrizes mais discretas.

Usando o banheiro

Outro aspecto que pode pegar as pessoas desprevenidas são as restrições ao banheiro. Semelhante a como se sentar após a abdominoplastia, a atividade limitada durante as primeiras semanas de reabilitação também inclui não forçar os músculos abdominais inferiores ao usar o banheiro.

Para evitar esse problema, os médicos recomendam a inclusão de alimentos ricos em fibras na dieta e até mesmo o uso de amaciantes de fezes [1].

Resumo

Muitos pacientes têm dúvidas sobre a recuperação e a reabilitação após a abdominoplastia. Neste artigo, tentamos abordar todos os aspectos e condições pós-operatórias especiais de forma breve e significativa.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você e que tenha facilitado a reflexão sobre as consequências da cirurgia de abdominoplastia. Juntamente com a Dra. Christina Brunner, mostramos que a reabilitação após uma abdominoplastia não é tão assustadora e desgastante quanto parece.

PERGUNTAS FREQUENTES

🕒 Quanto tempo leva para se recuperar após uma abdominoplastia?

O período de recuperação após uma abdominoplastia varia de pessoa para pessoa, mas, em geral, são necessárias cerca de 6 a 8 semanas para a recuperação completa e cerca de um ano para a cicatriz ficar totalmente cicatrizada.

🚶‍♀️ Quanto tempo leva para andar direito depois de uma abdominoplastia?

Durante a primeira semana após a cirurgia, o paciente deve caminhar lentamente em uma postura leve e curvada. Normalmente, andar reto leva de duas a quatro semanas.

😬 Quais são os piores dias depois de uma abdominoplastia?

Os primeiros dias após a cirurgia são os mais desafiadores devido à mobilidade limitada, à dor e ao inchaço. No entanto, com o passar dos dias, a maioria dos pacientes percebe que o desconforto diminui gradualmente.

🚫 O que você não pode fazer depois da abdominoplastia?

Após a abdominoplastia, os pacientes são aconselhados a evitar atividades extenuantes, levantamento de peso, alongamento, tensão dos músculos abdominais de qualquer forma e exercícios intensos por várias semanas.

⏳ Quanto tempo dura a pele após a abdominoplastia?

A pele protuberante após a abdominoplastia, chamada de “orelhas de cachorro”, é temporária e se resolve com o tempo. Esse processo leva geralmente de 3 a 6 meses, às vezes mais, dependendo da cicatrização individual.

Referências

1. Deal RC, Maningas T, Bonnor R, Fogleman T. A Novel Treatment for Opioid-Induced Constipation After Abdominoplasty. The American Journal of Cosmetic Surgery. 2017;34(4):200-203.

2. Kosloski, F. R., Barbosa, M. V. J., Rodrigues, M. A., Martins, M. R. C., Ferreira, L. M., Nahas, F. X., & Nahas, F. X. (2024). Effect of Compression Garments on the Ventilatory Function After Abdominoplasty. Aesthetic Surgery Journal, 44(2), 174–182.

3. Maningas T, Sturm L, Mangler A, Pazdernik VK. Manual Lymphatic Drainage in Postoperative Abdominoplasty With Core Liposuction Patients. The American Journal of Cosmetic Surgery. 2020;37(1):45-49. doi:10.1177/0748806819874941

4. Momeni, A., Heier, M., Bannasch, H., & Stark, G. B. (2009). Complications in abdominoplasty: A risk factor analysis. Journal of Plastic, Reconstructive & Aesthetic Surgery, 62(10), 1250–1254. https://doi.org/10.1016/j.bjps.2008.03.043

5. Vidal, P., Berner, J. E., & Will, P. A. (2017). Managing Complications in Abdominoplasty: A Literature Review. Archives of plastic surgery, 44(5), 457–468. https://doi.org/10.5999/aps.2017.44.5.457

Compartilhe este artigo

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Você pode gostar

Breast Augmentation

Mamoplastia de aumento: custo, tipos de implantes e processo

Descubra os prós e contras da mamoplastia de aumento, do custo à recuperação. Leia uma entrevista com um cirurgião profissional.

Is Mammoplasty Worth It: Comprehensive Guide From an Expert

A mamoplastia vale a pena: guia abrangente de um especialista

Aprenda os fundamentos da cirurgia de mamoplastia. Entramos em contato com um especialista para discutir os procedimentos, os riscos e o preço da cirurgia.

Abdominoplasty Recovery

Médico explica sobre a recuperação da abdominoplastia

Consultamos o cirurgião para determinar as expectativas com relação à recuperação da abdominoplastia, desde a cicatrização até os problemas com as fezes.

Junte-se antecipadamente à comunidade Bellezie!

Faça parte da comunidade e receba ofertas especiais:

Join Bellezie community early on!

Subscribe to get special offers and become part of the community